Terça, 30 de Novembro de 2021
18°

Poucas nuvens

Ibaiti - PR

EDUCAÇÃO CÍVICO-MILITAR

Colégio de Ibaiti será referência para uma nova geração de estudantes

Modelo começa a ser implantado neste ano letivo em 197 escolas da rede pública estadual

26/03/2021 às 10h06
Por: Redação Portal Ibaiti Fonte: InformePolicial com Agência de Notícias da Educação
Compartilhe:
Colégio Estadual Júlio Farah, única escola em Ibaiti aprovada para receber ensino Cívico-Militar - Fotos: InformePolicial
Colégio Estadual Júlio Farah, única escola em Ibaiti aprovada para receber ensino Cívico-Militar - Fotos: InformePolicial

O Colégio Cívico-Militar Julio Farah, na Vila Sossego em Ibaiti em breve, assim como todas as instituições Cívico-Militares do Norte Pioneiro,  se tornará escola referência na região. 

O governador Carlos Massa Ratinho Junior afirmou nesta quinta-feira (25) que a nova modalidade de ensino dos Colégios Cívico-Militares do Paraná (CCM-PR), que começa a ser implantada neste ano letivo em 197 escolas da rede pública estadual, será referência para uma nova geração de estudantes. Ele participou do terceiro dia de treinamento promovido pela Secretaria de Estado da Educação e do Esporte (Seed-PR) para policiais militares da reserva remunerada que atuarão como monitores e diretores cívico-militares dessas unidades.

Ratinho Junior destacou que este é maior programa de ensino cívico-militar do País. “O conceito desse projeto é repassar para nossos alunos uma referência diferenciada, para criar uma geração melhor, com uma nova mentalidade, que conheça e respeite as regras da sociedade, com conhecimentos sobre hierarquia e respeito”, disse. “Essas escolas serão referência para o Brasil e foram aprovadas pela comunidade escolar; elas vão ajudar muito os jovens para o futuro”. 

Ele ressaltou que o Governo do Estado está fazendo uma transformação no modelo educacional nos últimos dois anos. Além da implantação dos Colégios Cívico-Militares, também passaram a ser oferecidas disciplinas de Educação Financeira e Programação, pensando no futuro dos estudantes paranaenses.

“É uma ruptura de um modelo que funciona desde os anos 1980 e precisava ser atualizado. A transformação está funcionando tão bem que o Paraná saltou, no ano passado, do sétimo para o terceiro lugar no Índice de Desenvolvimento da Educação Básica (Ideb)”, destacou. “Foi o que também nos motivou a implantar esse programa, já que historicamente os colégios cívico-militares têm as melhores notas do Ideb no País.”

O governador agradeceu os policiais da reserva que se inscreveram para participar do programa. “São profissionais que por muitos anos se dedicaram a defender as famílias paranaenses e agora colocam à disposição o seu talento, conhecimento e história de vida para colaborar com aquilo que representa a transformação da sociedade, que é a educação”, salientou.

Na quarta-feira, quem participou do treinamento dos PMs da reserva foi o ministro da Educação, Milton Ribeiro, que definiu como estratégico o modelo de ensino cívico-militar, por expandir para a comunidade local as boas práticas estimuladas dentro do colégio. "As escolas cívico-militares têm tido um resultado muito positivo, não apenas naquilo que julgamos ser o mais importante, que é a formação dos jovens, mas, sobretudo, na questão da disciplina", afirmou.   

TREINAMENTO – O secretário estadual da Educação, Renato Feder, explicou que após esse treinamento, que segue até a sexta-feira (26), os militares estarão aptos para trabalhar nas escolas. Os CCM-PR já seguem a nova modalidade desde o início de março, por meio do ensino remoto, mas os policiais começam a exercer suas funções em abril. “Eles estarão nas unidades para apoiar e dar suporte aos professores civis. Cada um terá seu papel nas escolas; os professores serão responsáveis pelo ensino pedagógico e os militares vão ajudar na disciplina, no respeito e na organização”, disse.

Desde a última terça-feira (23), os militares vêm participando de uma série de atividades on-line. No primeiro encontro, houve uma palestra inaugural, com diretores da Seed-PR, para apresentação da estrutura organizacional e do funcionamento da Rede Estadual de Ensino. Na quarta-feira (24), além da palestra com o ministro Milton Ribeiro, aconteceram duas oficinas: "A escola como lugar de formação humana" e "A escola, o Aula Paraná e as ferramentas de gestão". Na quinta-feira (25) e sexta-feira (26), acontecem mais quatro oficinas (duas em cada dia): "Rotinas e procedimentos em situações diversas", "Normas de Conduta e Atitudes", "Normas de uso de uniformes e apresentação individual" e "A liderança na gestão escolar".

197 ESCOLAS – O maior programa de Colégios Cívico-Militares do País iniciou neste ano em 197 escolas do Estado. A nova modalidade de ensino terá uma matriz curricular maior, com seis aulas diárias (30 por semana), com mais aulas de Língua Portuguesa e Matemática e o acréscimo de Cidadania e Civismo, com uma aula por semana para o Ensino Fundamental II (do 6º ao 9º ano) e para o Ensino Médio.

A gestão é compartilhada entre civis e militares, sendo o diretor-geral e o diretor auxiliar (quando a escola necessitar) civis. O diretor cívico-militar será responsável pela disciplina e atividades cívico-militares, além de poder auxiliar nas partes de infraestrutura, patrimônio, finanças e segurança. Cada escola terá de dois a quatro monitores militares, conforme a quantidade de alunos.

Até o momento, há 721 vagas destinadas ao Corpo de Militares Estaduais Inativos Voluntários (CMEIV). Das 197 unidades, apenas 19 ainda dependem da seleção de monitores militares. A Secretaria de Estado da Segurança Pública vai abrir novo edital de processo seletivo para preencher as vagas remanescentes.

Ibaiti - PR Atualizado às 02h47 - Fonte: ClimaTempo
18°
Poucas nuvens

Mín. 17° Máx. 31°

Qua 31°C 16°C
Qui 33°C 16°C
Sex 33°C 16°C
Sáb 32°C 15°C
Dom 29°C 15°C
Horóscopo
Áries
Touro
Gêmeos
Câncer
Leão
Virgem
Libra
Escorpião
Sagitário
Capricórnio
Aquário
Peixes