Quinta, 29 de Outubro de 2020 10:27
43 99806-1289
PARANÁ CIDADES

Paraná tem 47 cidades entre as melhores para se envelhecer no Brasil

Cornélio Procópio, Jacarezinho e Santo Antonio da Platina aparecem no ranking das cidades pequenas

15/10/2020 09h19
Por: Redação Portal Ibaiti Fonte: Bem Paraná/Josianne Ritz
Foto: Franklin de Freitas
Foto: Franklin de Freitas

Um indicador elaborado pelo Instituto de Longevidade Mongeral Aegon aponta que 47 cidades do Paraná estão entre os municípios brasileiros com as melhores condições de vida para idosos, sendo 19 municípios considerados grandes e 28, pequenos. Chamado de Índice de Desenvolvimento Urbano para Longevidade (IDL), o indicador considera dimensões como cuidados de saúde, bem-estar, finanças, habitação, educação e cultura, além de indicadores gerais de desemprego, expectativa de vida e violência. Entre as capitais, Curitiba é a quinta colocada no ranking, perdendo para Porto Alegre, São Paulo, Florianópolis e Rio de Janeiro. Na lista geral, Curitiba é 12ª colocada e na relação de cidades paranaense, a 1ª.  

Outras oito cidades da Região Metropolitana de Curitiba aparecem entre as cidades com melhor IDL. Seis delas são do grupo de grandes cidades: Pinhais (89ª), Campo Largo (113ª), São José dos Pinhais (143º), Colombo (154º), Piraquara (173º), Araucária (177ª). Outras duas são do grupo de municípios considerados pequenos: Campinha Grande do Sul (205ª), Lapa (228ª)

A pesquisa selecionou as mil cidades mais populosas do Brasil e as separou em dois grupos: as 300 maiores e as 700 menores. Devido à falta de dados disponíveis para as análises comparativas, o número de cidades avaliadas caiu de mil para 876, sendo 280 cidades maiores e 596 menores. Para cada grupo, então, foi elaborado um ranking, e o resultado mostra que, em ambos os casos, as dez primeiras posições são ocupadas majoritariamente por cidades paulistas.

Entre as maiores cidades, São Caetano do Sul e Santos lideram a lista, que tem ainda São Paulo na quarta posição, Atibaia, na oitava, Catanduva, na nona, e Americana, na décima. Fora essas, Porto Alegre (RS) aparece na terceira posição, Florianópolis (SC), na quinta, Niterói (RJ), na sexta, e Rio de Janeiro (RJ), na sétima. Já entre os municípios menores, os nove primeiros são cidades paulistas: Adamantina, Vinhedo, Lins, São João da Boa Vista, Itapira, Tupã, Fernandópolis, Votuporanga e Dracena. Esteio, no Rio Grande do Sul, completa o top 10.

 

O diretor executivo do Instituto de Longevidade Mongeral Aegon, Henrique Noya, diz que as cidades mais bem posicionadas da lista não necessariamente são as que têm mais dinheiro disponível para investir. "Passa por uma questão de bom uso dos recursos, mas também pelo foco por naquilo que a gente considera importante para promover qualidade de vida", afirma ele, que pondera que algumas cidades podem ser consideradas bons exemplos em alguma dimensão específica, apesar de terem uma colocação menos destacada no ranking geral: "Não existe uma cidade perfeita nos sete indicadores. Elas sempre têm alguma coisa para melhorar em algum ângulo". Um exemplo é São Caetano do Sul, que ocupa a primeira posição no IDL entre as cidades grandes, mas fica na 50ª quando é considerada apenas a dimensão Cuidados de Saúde. Já Campo Largo, no Paraná, que lidera essa dimensão, foi classificada na 113ª posição do ranking geral. As listagens completas de cada dimensão e do ranking geral do IDL podem ser conferidas no site da pesquisa (https://institutomongeralaegon.org/longevidade-e-cidades/idl/). Henrique Noya lembra que o envelhecimento populacional é uma realidade no país e defende que o tema esteja presente nas eleições municipais deste ano. "É muito importante levar essa questão da mudança demográfica para todos os palanques. Na verdade, a gente vive em cidades e não no país. O núcleo principal da nossa vida é a cidade em que a gente vive", afirma ele. "Uma cidade que está preparada para oferecer qualidade vida a uma população com mais idade, está muito preparada para oferecer isso a qualquer idade"

Top do Paraná

Cidades com melhores condições para idosos com colocação no ranking nacional 

Cidades grandes

12ª Curitiba

49ª Maringá

51ª Cambé

54ª Londrina

61ª Apucarana

71ª Umuarama

77ª Cascavel

89ª Pinhais

104ª Arapongas

113ª Campo Largo

119ª Ponta Grossa

120ª Toledo

141ª Foz do Iguaçu

143ª São José dos Pinhais

150ª Paranaguá

154ª Colombo

166ª Guarapuava

173ª Piraquara

177ª Araucária

 

Cidades pequenas

43ª Pato Branco

51ª Cornélio Procópio

56ª Paranavaí

70ª Francisco Beltrão

72ª Marechal Cândido Rondon

75ª Mandaguari

97ª Rolândia

108ª Palmas

112ª Cianorte

117ª Campo Mourão

141ª União da Vitória

142ª Matinhos

146ª Ibiporã

151ª Medianeira

156º Dois Vizinhos

174ª Irati

176ª Jacarezinho

195ª Sarandi

202ª Guaratuba

205ª Campina Grande do Sul

228ª Lapa

233ª Santo Antônio da Platina

247ª Castro

255ª Telêmaco Borba

256ª Prudentópolis

270ª Paiçandu

271ª São Mateus do Sul

279ª Jaguariaíva

Curitiba vai bem em finanças, mas deixa a desejar na saúde

O estudo do Instituto de Longevidade Mongeral Aego sobre as cidades com melhores condições para idosos aponta que Curitiba apresenta bom desempenho em questões de Finanças, com destaque para o nível de transparência da gestão municipal classificada em 6º lugar entre as 280 cidades Grandes, assim como destaca-se a quantidade de agências bancárias, e a relativamente alta renda dos habitantes idosos.

 A cidade de Curitiba ainda exibe uma das 15 maiores médias de carga horária diárias para estudantes. A capital paranaense também se encontra entre as 10 de maior parcela da população com acesso à internet, colaborando para colocar Curitiba entre as 50 de melhor desempenho em Cultura e engajamento.

Entre as sete variáveis componentes do IDL, Curitiba apresenta-se fora do conjunto das 100 cidades de melhor desempenho em dois deles: Cuidados de saúde e Indicadores gerais. A respeito dos Indicadores gerais, Curitiba não é uma das 200 cidades de melhor distribuição de renda entre as Grandes cidades. Além disso, a frequência de homicídios por arma de fogo coloca Curitiba fora do conjunto de 100 cidades menos violentas nesse quesito.


Notas de Curitiba

As pontuações dos indicadores da capital

  • Educação e Trabalho com pontuação de 87,3
  • Bem-Estar 79,2
  • Indicadores gerais 75,2
  • Finanças 56,4
  • Cultura e engajamento, 59,3%
  • Saúde 22,3

 

Ibaiti - PR
Atualizado às 10h10 - Fonte: Climatempo
21°
Chuva

Mín. 19° Máx. 23°

21° Sensação
9.5 km/h Vento
31.7% Umidade do ar
90% (8mm) Chance de chuva
Amanhã (30/10)
Madrugada
Manhã
Tarde
Noite

Mín. 15° Máx. 22°

Sol com muitas nuvens e chuva
Sábado (31/10)
Madrugada
Manhã
Tarde
Noite

Mín. 13° Máx. 26°

Sol com algumas nuvens